Locação Imobiliária

Assessoramos Empresas e Pessoas Físicas em seus Contratos de Locação

Quando as Finanças Empresariais ou Pessoais ficam comprometidas é hora de Renegociar Contratos.

Existem dois tipos de Situações que podem desencadear uma situação de problemas financeiros, Situações de "Força Maior", que incluiem Catastofres, Pandemias,Determinações Governamentais, e Situações Administrativas relacionadas ao próprio negócio e segmentos.

Situações de "FORÇA MAIOR".

Hoje vivemos esta situação  com o caso da Pandemia do Novo Coronavirus (COVID-19).  Em razão do decreto da quarentena em SP e outros estados, vários comerciantes  já começaram a sentir os impactos gerados pela pandemia.    Nestas horas a grande preocupação é com a manutenção dos negócios, empregos e a economia.  Muitas medidas podem ser tomadas para ajudar, e uma delas é a Revisão dos Contratos de Locação.

É Possível a Renegociação e Revisão de Valores de Locação.

O Código Civil, que regulamenta e prevê  o que acontece com os contratos nos casos de Força Maior, que diante desse cenário, o  locatário que está sofrendo os impactos em seu faturamento, pode Negociar o valor do aluguel, evitando medidas drásticas como deixar de pagar integralmente os aluguéis e encargos ou até mesmo precisar encerrar todo o negócio.

A relação locatícia comercial urbana é regulada por Lei especial (Lei 8.245/91 - LINQ),  o artigo 18 da prevê a possibilidade de comum acordo entre as partes para  reajustarem os valores da locação.Além disso, o artigo 567 do C.C tambem prevê a possibilidade do pedido de redução pelo período em que ficou  impedido das suas faculdades de usar o bem.

Consulte nos Advogados Especialistas.
Cabe frisar que mesmo nas situações em que a atividade do inquilino está suspensa, visto que no caso da pandemia os shoppings e estabelecimentos foram obrigados a fechar, algum valor de aluguel  ainda será devido, pois além de usufruir do local, deixando os bens e equipamentos no imóvel, nos casos de shopping também é oferecida a segurança e limpeza no local.
As partes também podem estabelecer eventual suspensão do aluguel por  tempo determinado, arcando apenas com gastos como condomínio e as despesas de consumo do imóvel, entre outras medidas.