Recuperação judicial e extrajudicial

Empresas que estão passando por dificuldades financeiras podem contar com um auxílio extra curricular para voltar a ativa, economicamente falando. Essa ajuda deve ser concedida à especialistas no assunto. A Guimarães Santucci possui todos os requisitos. 

Conheça quem pode ajudar a sua empresa a obter a recuperação financeira? 

Especialistas da Guimarães Santucci!

Tanto a recuperação judicial quanto a extrajudicial são recursos que ajudam as empresas com dificuldades financeiras a se restabelecerem, recuperando-se da crise econômica através de ações judiciais ou não. Conheça as diferenças entre as duas opções!

Recuperação judicial

Com o apoio do poder judiciário, a recuperação judicial é a medida que entra em ação por meio da lei 11.101 de 2005, conhecida como Lei da Falência e Recuperação de Empresas, quando não há condições reais de quitar as dívidas. Essa norma busca a superação da crise ao possibilitar o estímulo da atividade econômica: suspende, momentaneamente, os pagamentos, renegocia as dívidas com cada credor para que assim seja possível reorganizar os negócios e criar um plano estratégico para a recuperação. 

A empresa que entra em recuperação judicial não fica nela, pois existe tempo definido cumprir os acordos e continua operando, de maneira a manter os empregos. 

Para solicitar a medida judicial, é necessário cumprir alguns requisitos:

  • Ter atividades regulares há mais de dois anos;
  • Não ter concessão de recuperação judicial há, pelo menos, cinco anos;
  • Não ter concessão de recuperação judicial com base no plano especial há, pelo menos, oito anos;
  • Não ter sofrido nenhum tipo de condenação ou não ter, como administrador ou sócio, pessoa (s) condenada (s) por crimes previstos/relacionados pela lei de falência.

Recuperação extrajudicial

Diferentemente da judicial, quando é necessária a intervenção judiciária, a recuperação extrajudicial também é a medida para negociar dívidas com credores, porém para casos específicos, já que esse plano de recuperação não abrange os créditos trabalhistas decorrentes de dívidas com garantia fiduciária e compra e venda de bem como contrato de câmbio.

Com a recuperação extrajudicial, os maiores benefícios são: a negociação diretamente com credores e a elaboração de um acordo que pode ser ou não homologado por um juiz. 

A recuperação extrajudicial não contempla:

  • Titulares de créditos de natureza tributária, derivados da legislação do trabalho ou decorrentes de acidente do trabalho;
  • Pagamento antecipado de dívidas e tratamento desfavorável aos credores. 

Feito o acordo, o cumprimento se torna obrigatório para todas as partes.

Como a Guimarães Santucci pode te ajudar hoje?

Entre em contato conosco para recuperar a sua empresa da crise econômica. Tenha resultados positivos e que atendam a sua necessidade! 

Preencha o formulário abaixo ou ligue para um dos nossos telefones. Se desejar, fale conosco pelo chat:

(11) 2768-8456

(11) 2769-8456

(11) 2305-8769

(11) 2305-8768